sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Intuel é a 2ª melhor incubadora do Paraná, segundo estudo sueco

Agência UEL

A Incubadora Internacional de Empresas de Base Tecnológica (INTUEL) da UEL foi considerada a segunda melhor incubadora do Paraná pelo UBI World Benchmark Study 2017 - 2018. Esse estudo é realizado pela UBI Global, uma instituição da Suécia, com o objetivo de avaliar e comparar incubadoras e aceleradoras de empresas ligadas a universidades de todo o mundo.

No ranking de 2015, a Intuel ocupava o 13º lugar. Para a gerente da Intuel, Tatiana Fiuza, a mudança significativa de posição é resultado dos esforços da gestão que iniciou os trabalhos naquele ano. "Organizamos os indicadores avaliados pelo estudo e passamos a monitorar de fato a partir da gestão atual. Com o monitoramento e a avaliação periódicas dos resultados ficou mais fácil trabalhar no que era necessário para que a incubadora da UEL subisse de posição", explica.

O estudo mensurou 1.370 incubadoras em todo o mundo. No Paraná foram avaliadas 17 incubadoras e aceleradoras. Também foram analisados 21 indicadores organizados entre as áreas: Fomento da Economia, Retenção de Talento, Desenvolvimento de Competências, Acesso a Recursos, Acesso a Network, Atratividade do Programa, Desempenho Pós-Incubação.

Na frente da Intuel, ficou a Incubadora Tecnológica do Instituto de Tecnologia do Paraná de Curitiba (Tecpar), que é a instituição que atua com programas de incubação mais antiga no estado. Além da classificação estadual, a análise também compara os resultados de cada incubadora com os dados mundiais e a Intuel se destacou em algumas categorias se comparada aos níveis mundiais.

No quesito "Valor para Startups", por exemplo, a pontuação da incubadora da UEL foi 43, enquanto a média global foi 40. Em "Valor para Ecossistema", a Intuel também se aproximou da média (30) de todos os países avaliados, ficando com 28 pontos. Ainda segundo a gerente da incubadora, os resultados do World Benchmark Study são importantes para avaliar o papel da Intuel como um todo, facilitando a tomada de decisões que visam tornar a Intuel mais eficaz, eficiente e competitiva.

Intuel - A Intuel faz parte da Agência de Inovação da UEL e tem como objetivo oferecer suporte para o desenvolvimento de empresas com potencial tecnológico. Além de estrutura física, a incubadora oferece cursos em áreas específicas, como gestão, financeiro e mercado. Atualmente o setor cob ela conta com nove empresas incubadas.

Mais informações no endereço www.intuel.com.br.
(Com informações da Aintec/Intuel. FOTO: Divulgação) 

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

ABERTA INSCRIÇÕES PARA JORNADA DE EXTENSÃO DO MERCOSUL


A UEL, por meio da Pró-reitoria de Extensão, foi convidada a participar da VI Jornadas de Extensão do MERCOSUL (JEM) e do I Colóquio regional do Centenário da Reforma, realizados simultaneamente na Universidad Nacional del Centro de la Provincia de Buenos Aires (UNCPBA), na cidade de Tandil, na Argentina. Os eventos serão realizados nos dias 24, 25, 26 e 27 de abril de 2018. O convite foi feito pela própria Secretaria de Extensão da Universidad.

A JEM busca estimular o trabalhado  das universidades, integrando países da América Latina e fomentando a extensão universitária. As Jornadas são organizadas de forma conjunta pela UNCPBA, a Universidade de Passo Fundo (UPF), a Secretaria de Políticas Universitárias do Ministério Nacional de Educação da Argentina, o Conselho Interuniversitário e a Rede Nacional de Extensão Universitária Argentina. A segunda e a quarta edição da JEM foram realizadas no Brasil.
Em 2018, completa-se 100 anos da Reforma Universitária, um ponto de inflexão, iniciado na Universidad Nacional de Córdoba, na Argentina, e que se espalhou por outras universidades da América Latina. Ao colocar no centro da vida institucional o compromisso com a sociedade, a Reforma definiu as bases da Extensão Universitária. É por isso que será realizado o I Colóquio Regional do Centenário da Reforma, com o objetivo de repensar a Reforma Universitária e sua influência na América Latina.
O evento é aberto a estudantes e pesquisadores da UEL. Trabalhos podem ser enviados até 20 de fevereiro em espanhol ou português. Informações sobre os eventos, incluindo valores e regras para envio de trabalhos, no endereço http://www.extension.unicen.edu.ar/web/jem/ 

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

FINAIS DO TORNEIO BEIRA MORTO SÃO REALIZADAS NA PRÓXIMA SEMANA

Torneio Beira Morto tem a participação de cerca de 140 funcionários da UEL
Foto: Agência UEL
Nas próximas terça (12/12) e quinta-feira (14/12), serão realizadas as fases finais da edição 2017 do Torneio Beira Morto de Futebol Suiço. No dia 12, o confronto CEFE x Segurança define o vencedor do Grupo Prata da competição, formado pelo quinto, sexto e sétimo colocados na primeira fase do Torneio. Na quinta-feira, dia 14, o confronto Fazenda x PCU A decidirá o campeão do Grupo Ouro, composto pelos quatro primeiros colocados da fase inicial.

A entrega dos prêmios será realizada após a final do Grupo Ouro. Serão premiados o campeão e o vice do Grupo Ouro, o campeão e o vice do Grupo Prata, para o artilheiro da competição, a equipe com a defesa menos vazada e para o destaque do Torneio.

Cerca de 140 funcionários da UEL participam dessa edição do Beira Morto, divididos em sete equipes: CCE, CEFE, Fazenda, PCU A, PCU B, Reitoria e Segurança. O Torneio tem o objetivo de promover a integração entre servidores da UEL, incentivando a prática de esportes e qualidade de vida.

A iniciativa é coordenada pelo professor do Centro de Educação Física e Esporte (CEFE), Ariobaldo Frisselli, o "Dedé", e integra o programa de qualidade de vida do servidor, uma iniciativa da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), Pró-Reitoria de Recursos Humanos (PRORH), com patrocínio da ASSUEL e apoio do CEFE e Prefeitura do Campus.

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

POR EXTENSO continua com mostra sobre Boas Práticas da Extensão



O segundo dia da 6ª edição do POR EXTENSO começou com a mostra “Boas Práticas da Extensão”, no Auditório do CESA (Centro de Estudos Sociais Aplicados), às 9 horas da manhã. Os professores Rovilson José da Silva, Vera Suguihiro, Ana Maria Bridi, Eliane Paulino e Paulo Victor Bezerra, todos da UEL, falaram sobre suas práticas extensionistas.

Durante a mostra, Suguihiro, do Departamento de Serviço Social, destacou a importância da Extensão universitária para a sociedade: “É na Extensão que temos domínio do nosso conhecimento para atender às demandas da população. Fazer Extensão é sair da zona de conforto”.

Durante a mostra, a Prof. Ana Maria Bridi apresentou seus
 trabalhos extensionistas junto a assentamentos da região

Às 11h30, também no Auditório, foi realizada uma mostra de produtos, com livros, CDs, cartilhas, vídeos, produzidos por meio de ações extensionistas. Entre as produções, livros sobre a Guerra do Contestado, do projeto de Pesquisa e Extensão “Vivenciar e agir sobre terras (in)contestáveis - observatório do centenário da Guerra do Contestado”; e CDS  do projeto “Música Criança”.

Durante a tarde, participantes de ações extensionistas apresentaram suas experiências por meio de comunicações orais e pôsteres, como o estudante de Ciências Sociais Juarez Barbosa, do projeto LEAFRO - Laboratório de Cultura e Estudos Afro-Brasileiros. Esta é a segunda vez que ele apresenta a iniciativa no Simpósio. Barbosa destaca a indissociabilidade entre o Ensino, a Pesquisa e a Extensão. “Muitas pessoas ainda tem uma visão deturpada da Extensão, sendo que nós da área fazemos Pesquisa para levar à comunidade e escrevemos artigos, produzindo Ensino. O Ensino, a Pesquisa e a Extensão se complementam”, diz Barbosa.



O POR EXTENSO termina amanhã (01/11). Às 9 horas, no Auditório do CESA, o projeto "Música Criança" apresenta o espetáculo “Um Circo Diferente”. Às 9h30, será realizado o painel “A Indissociabilidade e as Fronteiras da Extensão”, com o Prof. Dr. Juan Manuel Medina, Secretário de Extensão da Universidad Nacional de Rosário, na Argentina; e o Prof. Dr. Daniel Pansarelli, da Universidade Federal do ABC, em São Bernardo (SP).  O Pró-reitor de Extensão da UEL, Gilberto Hildebrando, será o mediador. À tarde, o evento seguirá com mais apresentações orais.

SANGUE E ESPERANÇA
Durante os três dias de evento, é realizada na Biblioteca Central da UEL a Exposição “Sangue e Esperança: por uma arqueogeografia do Contestado, a guerra esquecida pelo Brasil”, do projeto “Vivenciar e agir sobre terras (in)contestáveis”. O Prof. Nilson Fraga desenvolve a iniciativa há mais de 20 anos, beneficiando cerca de 30 municípios entre o Paraná e Santa Catarina. A pesquisa envolve a região do Contestado, onde há 101 anos foi realizada a Guerra do Contestado.

Fotografias, artefatos históricos e objetos usados durante a Guerra estão na Exposição, que prossegue até o dia 08 de dezembro. O objetivo é aproximar a comunidade universitária desta página da história brasileira, por meio das atividades desenvolvidas pelo projeto.

Exposição Sangue e Esperança reúne fotografias, artefatos e objetos
utilizados na Guerra do Contestado / Foto: Agência UEL

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Começa o POR EXTENSO, Simpósio de Extensão da UEL


Começou hoje (29/11) o 6º Simpósio de Extensão POR EXTENSO, organizado pela Proex, com o tema “Os Limites e as Fronteiras da Extensão”. A cerimônia de abertura teve início às 9 horas, no Auditório do CESA, com Silvia Borba e Beto Júnior fazendo a apresentação “Voz e Violão”. O primeiro painel, intitulado  “Os Limites e as Fronteiras da Extensão”, contou com a presença da Prof. Dra. María Liliana N. Herrera Albrieu, Diretora da Área de Extensão Universitária da Secretaria de Políticas Universitárias do Ministério de Educação da Argentina; e da Prof. Dra. Telma Nunes Gimenez, Assessora de Relações Internacionais da UEL. O Prof. Dr. Nilson Cesar Fraga, diretor de planejamento da Proex, foi o mediador.

A Prof. Herrera Albrieu destaca a importância de se debater a extensão entre países diferentes, como no caso Argentina e Brasil, no sentido de integrar a América Latina. “O lógico é criar laços entre as universidades de diferentes nações para potencializar a extensão universitária e os projetos que podem solucionar problemas sociais”. Essa é a primeira vez que convidados internacionais participam do POR EXTENSO. Na sexta-feira (01/12), o Prof. Dr. Juan Manuel Medina, Secretário de Extensão da Universidad Nacional de Rosário, na Argentina, vai participar do painel “A Indissociabilidade e as Fronteiras da Extensão”.


A reitora da UEL, Berenice Jordão, falou durante a cerimônia de
abertura do POR EXTENSO / Foto: Agência UEL

No período da tarde, participantes de ações extensionistas apresentaram e discutiram suas experiências na universidade, por meio de apresentações orais e banners. O professor Tiago Peixe, do Setor de Toxicologia do Hospital Universitário da UEL, foi um dos participantes do primeiro dia do POR EXTENSO. O CCS (Centro de Ciências da Saúde), onde Peixe atua, não fica no campus universitário, o que impede que ele tenha contato frequente com os outros centros da UEL. “É da extensão que nós podemos tirar alternativas para suprir carências na universidade, de modelo de ensino, de ideias inovadoras. É interessante essa vivência aqui no POR EXTENSO, porque são áreas muito diferentes da minha. Está sendo uma experiência muito enriquecedora”, diz o professor.

Para o Pró-reitor de Extensão da UEL, Gilberto Hildebrando, o tema do evento relaciona-se com a dificuldade de enfrentar o diferente, o que não está no nosso campo de conhecimento. “A temática central diz respeito a ir ao encontro do outro, seja outro professor, outro bairro, outro país. Diz respeito às fronteiras que a extensão universitária atravessa, entre o conhecimento acadêmico e a sociedade.

Em relação ao último POR EXTENSO, a sexta edição conta com um dia a mais na programação. Este ano, cerca de 530 pessoas participam do evento, com 354 comunicações orais e 34 pôsteres de extensionistas da UEL e de outras universidades. O Simpósio segue até o dia 1º de dezembro. Amanhã  (30/11), no Auditório do CESA, será realizada a mostra “Boas Práticas da Extensão”, às 9 horas, com os professores extensionistas Rovilson da Silva, Vera Suguihiro, Ana Maria Bridi, Eliane Paulino e Paulo Victor Bezerra. Às 11h30, será realizada uma mostra de produções extensionistas. No período da tarde, serão apresentadas mais sessões de comunicação oral.

A PROEX
Por meio da Pró-reitoria de Extensão, mais de mil ações extensionistas, desde eventos até projetos, são realizadas, contemplando todas as áreas de conhecimento. A Proex é responsável, por exemplo, pelo Cursinho Pré-Vestibular da UEL, que teve 216 alunos aprovados para a segunda fase do vestibular da Universidade, e pela Clínica Psicológica da UEL.

Evento discute comunicação popular e comunitária

Nos dias 06, 07 e 08 de dezembro, será realizada a Jornada Diálogos Formativos com o Campo e o IV Simpósio de Comunicação Popular e Comunitária na UEL. O evento é organizado pelos participantes do projeto de extensão “Diálogos Formativos com o Campo”, com o objetivo de socializar a experiência do projeto e possibilitar a disseminação de experiências em comunicação popular e comunitária. O evento é coorganizado pelo Núcleo de Pesquisa em Comunicação Popular.

Estudantes, pesquisadores, professores e ativistas sociais podem enviar resumos expandidos (textos entre 3000 e 5000 caracteres) até amanhã (30/11), pelo e-mail: jornadadialogosformativos@gmail.com.

O valor de inscrição para alunos é de R$ 10; para professores e profissionais em geral é de R$ 25. Assentados e acampados que tenham interesse em participar do evento são isentos. Para se inscrever, clique AQUI.

Para mais informações, ligue para 99925-3535 (Prof. Adriana Farias) ou para 99904-8746 (Prof. Rozinaldo Miani).


A imagem pode conter: texto

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Ministério da Integração premia projeto sobre o Contestado

Agência UEL
Exposição Sangue e Esperança reúne fotografias, artefatos e objetos
utilizados na Guerra do Contestado
O professor Nilson Cesar Fraga, do Departamento de Geociências, do Centro de Ciências Exatas (CCE), e diretor de Planejamento da PROEX, foi um dos vencedores da 4ª edição do Prêmio Celso Furtado, promovido pelo Ministério da Integração Nacional com o objetivo de divulgar estratégias que contribuam para o desenvolvimento regional em todo o país. O projeto de pesquisa e extensão "Vivenciar e agir sobre terras (in)contestáveis - observatório do centenário da Guerra do Contestado", coordenado pelo professor, ganhou menção honrosa na categoria Práticas Exitosas de Produção e Gestão Institucional.

A entrega do prêmio será no próximo dia 5 de dezembro, na sede do Ministério da Integração Nacional, em Brasília (DF). O Prêmio é realizado desde 2010 e estimula projetos e estudos que fomentem o crescimento de municípios e de regiões. A edição deste ano homenageia o geógrafo brasileiro Milton Santos.

O professor Nilson Fraga desenvolve o projeto há aproximadamente 20 anos, beneficiando cerca de 30 municípios que se localizam na divisa entre o Paraná e Santa Catarina. Segundo ele, em comum estas cidades apresentam baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), constituindo o que ele considera uma realidade bastante distinta do que é apresentado nos dois estados. "Estamos falando de um outro Paraná e Santa Catarina, nossas ações buscam melhorar a qualidade de vida nestes locais", definiu o professor.

A pesquisa abrange a região do Contestado, que segundo o professor, caracteriza-se como bolsão de miséria mesmo após 100 anos da Guerra. Segundo ele, as políticas públicas não conseguiram incorporar socioeconomicamente esta região. O projeto premiado é desenvolvido pelo Observatório do Centenário da Guerra do Contestado, que pertence ao Laboratório de Geografia, Território, Meio Ambiente e Conflito - GEOTMAC/UEL, do Departamento de Geociências (CCE). As iniciativas do projeto envolvem eventos junto às comunidades da região, além de estudos prévios sobre a Guerra do Contestado e a Cultura Cabocla, trabalhos de campo, excursões e expedições de catalogação dos sítios históricos regionais.

Exposição segue até o próximo dia 8 de dezembro, no saguão
de entrada da Biblioteca Central (BC)
EXPOSIÇÃO
Para demonstrar um pouco do projeto, começou na semana passada e prossegue até o próximo dia 8 de dezembro, no saguão de entrada da Biblioteca Central (BC) da UEL, a exposição Sangue e Esperança que reúne fotografias, artefatos e objetos utilizados na guerra. O objetivo é aproximar a comunidade universitária desta página da história brasileira, por meio das atividades desenvolvidas pelo projeto de pesquisa e extensão. 

A Guerra do Contestado ocorreu entre 1912 e 1916 e foi resultado da disputa territorial entre a população cabocla e os representantes do poder estadual e federal, além da entrada do capital estrangeiro sobre as terras ocupadas secularmente pelos sertanejos. Também chamada de Guerra Santa, o conflito é lembrado pela atuação dos monges junto à população cabocla. Eles eram considerados homens santos, que percorreram o sul do país, especialmente nos anos de 1800 até a primeira metade do século XX. 

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

ATENÇÃO - O PRAZO PARA INSCRIÇÕES DE APRESENTADOR DE TRABALHO SE ENCERRA NO DIA 24/11/2017


Nos dias 29 e 30 de novembro, e 01 de dezembro de 2017, será realizada a 6ª edição do Simpósio de Extensão da UEL, o Por Extenso. A cerimônia de abertura do evento será no dia 29 de novembro, às 9h, no Auditório do CESA. Haverá uma apresentação cultural, seguida de uma mesa redonda com o tema "Os Limites e as Fronteiras da Extensão".

O Por Extenso é uma oportunidade de integração entre a comunidade acadêmica e a sociedade, e, sobretudo, de intercâmbio de experiências e práticas metodológicas.

Os três dias de evento serão repletos de atividades e apresentações de trabalhos que visam disseminar os resultados das ações extensionistas da UEL e de outras Instituições. Confira as normas para inscrições e a programação completa no link:
http://uel.br/eventos/porextenso.

As inscrições com submissão de resumo expandido podem ser feitas até o dia 24 e de ouvintes até o dia 27 de novembro pelo endereço http://uel.br/eventos/insc/?id=3822.

Dúvidas e informações pelos telefones 3371-4221 / 3371-4175 / 3371-4432.

Curso Pré-Vestibular da UEL aprova 216 na 1ª fase do Vestibular

Agência UEL
Foto: Divulgação/ COM UEL
Duzentos e 16 estudantes de um total de 450 matriculados no Curso Especial Pré-Vestibular (CEPV) da UEL foram aprovados na 1ª fase do Vestibular da Universidade. O levantamento foi concluído nesta terça-feira (21) e demonstra um resultado satisfatório. Agora, eles entram na reta final de estudos visando a próxima etapa (2ª fase), marcada para os dias 3, 4 e 5 de dezembro.

Segundo a coordenadora geral do CEPV, Rita de Cássia Rodrigues, a expectativa é de que os estudantes consigam manter a média de aprovação dos últimos anos, quando 35% do total de inscritos conseguiram chegar ao objetivo final, conquistando uma vaga no ensino superior. Ela observa ainda que os estudantes conseguiram aprovação inclusive em cursos disputados como Medicina, Biomedicina, Psicologia, Odontologia, Medicina Veterinária, entre outros.

CEPV
O Cursinho Pré-vestibular da UEL é direcionado aos jovens que tenham concluído o Ensino Médio, sem condições financeiras para custear os estudos na particular. Os candidatos passam por processo de seleção incluindo análise socioeconômica. As aulas são ministradas por alunos dos cursos de graduação da Universidade, nos períodos vespertino e noturno, das 14 às 18 horas, ou das 19 às 23 horas, de segunda-feira à sexta-feira e aos sábados no período da manhã.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

A importância da extensão no contato entre área acadêmica e comunidade

NEXO destaca dissertação sobre a relação entre a comunidade do município de Icó e a universidade local por meio da Extensão

Na dissertação "As ações de extensão na construção de uma universidade sertaneja", Wagner Pires da Silva, da Universidade Federal do Ceará (UFC), analisa a forma como a Universidade Federal de Cariri (UFCA) se enquadrou na sociedade de Icó, um município do interior cearense de 67 mil habitantes, por meio de programas de extensão. O campus da UFCA em Icó foi inaugurado em 2014 e desde então há uma tentativa de se construir uma universidade sertaneja, assim como a própria cidade.
Veja: NEXO

Campus da UFCA em Juazeiro do Norte / Foto:Gabriel Souza e Carlos Shallom

O ‘NEXO ACADÊMICO’ É UM ESPAÇO QUE TEM COMO OBJETIVO PUBLICAR TRABALHOS DE PESQUISA CIENTÍFICA PARA UM PÚBLICO MAIS AMPLO.

Feirinha da Cidadania será nesta sexta (17)



A Feirinha da Cidadania será realizada nesta sexta-feira (17), ao lado do estacionamento da Reitoria, no período de 9h30 às 13h30. Serão comercializados bolachas, pães, roscas, cueca virada, doces, tapetes, toalhas, pijamas, peças em vidro decorado e artesanatos em geral. Moradores do assentamento Iraci Salete, localizado no município de Alvorada do Sul, comercializarão produtos orgânicos, como frutas, verduras e legumes.


ORGANIZAÇÃO - A Feirinha é organizada a cada 15 dias pela PROEX, com o apoio da INTES (Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Solidários) e do Centro Público de Economia Solidária da Prefeitura de Londrina.


Mais informações pelo telefone (43) 3371-4592

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Caminho para a universidade está na extensão

Sociólogo português Boaventura de Sousa Santos aponta interação 

com a sociedade como alternativa para o futuro


Fonte: UnB l Nair Rabelo 06/11/2017 l Fotos: Secom UnB

Grande público lotou o anfiteatro 9 do ICC para ouvir Boaventura de Sousa Santos.
Foto: Beto Monteiro

Em um anfiteatro lotado, estudantes, docentes e técnicos administrativos da Universidade de Brasília ouviram, na manhã desta segunda-feira (6), o sociólogo português Boaventura de Sousa Santos traçar um diagnóstico da atual situação vivida pelo ensino superior público no Brasil e apontar saídas para a falta de amparo estatal sofrido pelas instituições.

“Para sobreviver, a universidade precisa fazer alianças", definiu o docente. "A instituição perdeu a aliança com as elites, mas ainda não conseguiu firmar laços com as classes populares, que ainda a veem com desconfiança. Para isso, decanatos de extensão são essenciais, integrando a população à academia", considerou. Segundo o sociólogo, a universidade do futuro precisa ser atuante, ter responsabilidade social e firmar acordos internacionais. Ele destacou ainda a necessidade de manter-se otimista. “Se não houver esperança, não há alternativa.”

O discurso foi parte da conferência Crise Global e consequências para Educação e Universidades Públicas: a defesa da Universidade e da Educação como justiça socialorganizada pelo Decanato de Extensão (DEX) e pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UnB. O rapper brasiliense GOG, que durante a Semana Universitária já havia ressaltado a importância da sintonia entre universidade e sociedade, participou do encontro.

A sociedade na academia: rapper GOG se apresentou antes da palestra de
 Boaventura de Sousa Santos. Foto: Beto Monteiro

A reitora Márcia Abrahão, o vice-reitor Enrique Huelva, as decanas do DEX, Olgamir Amancia, do DPO, Denise Imbroisi, do DPI, Maria Emília Walter, e o ex-reitor José Geraldo de Sousa estiveram presentes. A representante do DCE, Scarlett Rocha, e o professor do DEX Richard Santos compuseram a mesa. A ex-ministra da Igualdade Racial Nilma Lino Gomes, que foi anunciada como palestrante, não pôde comparecer.

DIVISOR DE ÁGUAS  Boaventura de Sousa Santos entende que a universidade, de modo geral, atravessa um momento de incerteza. Segundo o sociólogo, este estágio representa oportunidade de ampliar o acesso ao ensino e de "descolonizar o currículo", ou seja, distanciar a universidade de sua origem elitista. “A instituição pode se tornar democrática, universalizada, ou um negócio”, alertou.

Santos advoga a favor da pluralidade de autores e pensamentos, de forma a incluir saberes para além do que é tradicionalmente estudado na academia. Na avaliação dele, o conteúdo atual é, em grande parte, produzido por autores homens, brancos e europeus – muitos deles já mortos. "No mundo, as universidades públicas foram criadas pela elite para formar um determinado modelo de país", enunciou. "Destes ensinos elitistas e excludentes, advêm pensamentos que reforçam o capitalismo e o patriarcado, resultando na perpetuação de violências, como racismo, sexismo e feminicídio", prosseguiu. 

O palestrante observou ainda que, com o correr dos anos, a universidade tomou para si a função de formar mão de obra qualificada. Assim, a ideia da construção de país passou a perder relevância. “Não há mais interesse na formação de elites nacionais, mas globais, de forma a atender aos interesses do sistema econômico. Dessa forma, as universidades públicas deixam de ser interesse do projeto nacional”, disse.

Olgamir Amância (DEX), Scarlett Rocha (DCE), Boaventura de Sousa Santos
e Richard Santos (DEX) na conferência. Foto: Beto Monteiro

Dessa falta de vinculação e da crise econômica surgem o dilema da universidade pública: ela não interessa ao Estado e ao, mesmo tempo, é confrontada por pressões sociais para democratizar acesso e ensino.

Como resultado desse movimento, o que se vê é a descapitalização das universidades, para impedir que formem pessoas diversas com pensamento crítico. O próximo estágio, segundo o raciocínio de Boaventura de Sousa Santos, seria a privatização. 

A decana do DEX destacou a importância de debater a resistência da universidade pública federal diante de um cenário de redução de verba para as instituições de ensino superior.

O decanato articula atualmente, junto a Boaventura de Sousa Santos e a outras instituições, a criação do Programa Intercultural de Extensão, para intensificar ainda mais a chegada da Universidade a diferentes setores da sociedade, tendo em vista o fortalecimento acadêmico e o avanço da educação à comunidade. 

Boaventura de Sousa Santos, Márcia Abrahão, José Geraldo de Sousa e Olgamir Amancia 
em reunião sobre Programa Intercultural de Extensão, no Salão de Atos. Foto: Amália Gonçalves

A reitora Márcia Abrahão destacou o esforço da UnB em expandir o acesso, ressaltando ações, como a reabertura dos vestibulares indígena – que estava suspenso há cerca de quatro anos – e de educação no campo.

“Esse momento é importante para as universidades se organizarem”, observou, fazendo referência à ameaça de privatização e ao sufocamento imposto pelo teto orçamentário.

Na tarde desta segunda-feira (6), a reitora recebeu o sociólogo português no Salão de Atos da Reitoria, para aprofundar as possibilidades de atuação da Universidade de Brasília no desenvolvimento do Programa Intercultural de Extensão.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

11ª edição da Prova Pedestre recebe inscrições até dia 18

Agência UEL

Terminam no próximo dia 18 as inscrições para a 11ª edição da Prova Pedestre UEL, que será realizada em 26 deste mês, a partir das 8 horas, no interior do Campus Universitário. Informações e inscrições pelo endereço www.ticketagora.com.br. Inscrições até dia 18 de novembro no valor de R$ 50,00 + taxa (Lote 02 - 500 vagas).

A largada e chegada serão no Centro de Educação Física (CEFE), em frente ao complexo esportivo João Santana. A tradicional Prova Pedestre oferece percursos de 4 e 8 km nas categorias juvenil, adulto, pré-veterano e veterano, masculino ou feminino.

Este ano a prova terá como tema "Homenagem à Bandeira", com expectativa de reunir cerca de mil competidores. Os três primeiros colocados que completarem a prova de 4 e 8 Km (categoria geral) receberão troféus, premiação em dinheiro e brindes. Todos os atletas que completarem as provas terão direito à medalha de participação.

Os atletas inscritos ganham kit composto por número de peito e chip de cronometragem descartável, de uso obrigatório, além da camisa promocional do evento. A 11ª Prova Pedestre é uma realização da UEL, por meio da Pró-reitoria de Extensão (PROEX), organizada pela Olímpicos Sports (OSS), e tem o objetivo de congregar estudantes, professores e servidores com a comunidade externa.

"BLITZ DA SAÚDE"
Durante a Prova Pedestre, as farmácias Vale Verde vão fazer uma "blitz da saúde". Quem realizar os testes de glicemia e pressão concorrerá a uma cesta de brindes.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Projeto de extensão recebe assentados rurais no Campus Universitário

Agência UEL

Produtores rurais do assentamento Eli Vive, localizado no Distrito de Lerrovile, em Londrina, participam na próxima terça-feira (14) de uma visita técnica denominada o Campo no Campus, uma iniciativa do projeto de extensão "Desenvolvimento participativo da cadeia produtiva sustentável de aves e leite em assentamentos rurais". A programação começa às 9h30, no Anfiteatro da Pós-Graduação do Centro de Ciências Agrárias (CCA), e prevê visitas à Fazenda Escola, Laboratório de Inspeção e Análise de Leite, Orquidário, Horto Botânico.

A visita tem o objetivo de aproximar estudantes da realidade dos assentados, além de proporcionar maior compreensão deles sobre a atividade de pesquisa e extensão. O projeto de extensão reúne equipe multidisciplinar, constituída por professores, alunos de graduação e de pós-graduação dos cursos de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia, com coordenação da professora Ana Maria Bridi, do Departamento de Zootecnia (CCA).

UEL participa em Foz da 35ª edição do SEURS

Agência UEL

Integrantes da comunidade acadêmica da UEL, 32 participantes de 19 projetos de Extensão, participaram da 35 ª edição do SEURS - Seminário de Extensão Universitária da Região Sul realizado em Foz do Iguaçu nos dias 30 e 31 de outubro e 1º deste mês. O tema da edição deste ano do SEURS foi "Internacionalização da Extensão".


O evento foi organizado pela Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) e pelo Instituto Federal do Paraná (IFPR). Os extensionistas da UEL apresentaram trabalhos, realizaram oficinas, minicursos, apresentações culturais. Acadêmicos e professores de universidades de países vizinhos, como Paraguai, Argentina e Bolívia, bem como de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e outros estados do Brasil, também participaram do evento.

Durante o evento, o projeto Música-Criança, do Departamento de Música e Teatro, do Centro de Educação, Comunicação e Artes (CECA), apresentou o espetáculo "Um circo diferente" para as crianças da Escola Municipal Padre Luigi Salvucci.


SEURS
O Seminário de Extensão Universitária da Região Sul é o principal evento de extensão do sul do Brasil, cujo objetivo é promover intercâmbio entre as Instituições de ensino, estimular discussões sobre os caminhos da extensão e fomentar a troca de experiências sobre as ações de extensão entre as universidades e a comunidade.


terça-feira, 31 de outubro de 2017

Projetos ganham veículos para atividades de extensão

Agência UEL

Ordens de compra dos veículos foram assinadas na última sexta-feira (27)
A UEL ganhou dois veículos, uma Van e uma caminhonete, para o desenvolvimento de atividades de Extensão Universitária, que deverão beneficiar estudantes, professores e a comunidade externa. O investimento ultrapassa R$ 200 mil e foi liberado por meio do Programa de Extensão Universitária (PROEXT), do Ministério de Educação (MEC). As ordens de compra dos veículos foram assinadas na última sexta-feira (27) pelos coordenadores dos projetos.

Estudantes e professores do projeto "Juventude e Violência: da violação à garantia de direitos", do Departamento de Serviço Social, do Centro de Estudos Sociais Aplicados (CESA), poderão contar com uma Van Renault Master L2H2, no valor de R$ 175 mil. O projeto trabalha com jovens vítimas de violência residentes no conjunto Vista Bela, na zona norte de Londrina. As atividades envolvem a intervenção pedagógica inclusiva e preventiva.

Para a professora Vera Suguihiro, coordenadora do projeto, a van possibilitará maior mobilidade e agilidade. Antes, os alunos e professores dependiam da agenda do setor de transportes, da Prefeitura do Campus da UEL. "Queremos trazer o jovem para a Universidade e para outros espaços urbanos. Poderemos avançar mais a partir de agora", comemorou a professora.

O outro veículo é uma camionete Mitsubishi L200 Triton GL, no valor de R$ 118.49 mil, que será usada pelos integrantes do projeto "Produção de Olerícolas e Frutíferas e Melhoramento Participativo em Sistema Agroecológico", desenvolvido pelo Departamento de Agronomia, do Centro de Ciências Agrárias (CCA). O trabalho beneficia os Assentamentos Eli Vive, Fazenda Acolá e Alto Alegre, capacitando agricultores.

PROEXT
O Programa de Extensão Universitária (PROEXT) foi criado em 2003 para apoiar as instituições públicas de ensino superior no desenvolvimento de programas ou projetos de extensão que contribuam para a implementação de políticas públicas. É um programa que financia projetos em todo o território nacional por meio de editais públicos, com ênfase na inclusão social. 

Centenário da Revolução Russa é tema de Seminário

Agência UEL

O Grupo de Estudos de Política da América Latina (GEPAL) e o Grupo de Estudos Marxistas (GEMARX) promovem nos próximos dias 6 e 8 de novembro o Seminário 100 Anos da Revolução de Outubro (1917-2017): balanços e perspectivas. Os interessados podem fazer a inscrição no endereço www.uel.br/eventos/insc/?id=3660.

O objetivo é discutir o Centenário da Revolução Russa, por meio da realização de palestras, minicursos, sessão de cinema, além do lançamento de livros. As atividades serão realizadas no Anfiteatro Maior do Centro de Letras e Ciências Humanas (CCH).

O evento vai reunir professores e pesquisadores da UEL, Universidade Estadual de Maringá (UEM), Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Estadual Paulista (UNESP/Marília), Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP).

Confira a programação completa do Seminário 100 Anos da Revolução de Outubro no endereço www.uel.br/grupo-pesquisa/gepal/.



sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Música Criança lança CD e apresenta espetáculo no Ouro Verde

Agência UEL
Foto: Divulgação
O projeto de extensão Música Criança, ligado ao Departamento de Música e Teatro (MUT), do Centro de Educação , Comunicação e Artes, apresenta neste sábado (28), no Teatro Universitário Ouro Verde, às 17 horas, o espetáculo Um Circo Diferente. O musical é coordenado por Helena Loureiro e direção musical de Mário Loureiro, ambos professores do MUT.

O novo musical reúne brincadeiras, além de incentivar a interação direta com o público, que participa cantando, brincando e produzindo sons. O cast é composto por canções e composições inéditas e obras da peça anterior do projeto, Bichos, Cores e Outros Amores, apresentado desde 2013, cujo CD será lançado durante o novo espetáculo.

Com o objetivo de contribuir com a inclusão cultural, em ação musical destinada ao público infantil, o repertório conta com músicas de renomados artistas e das educadoras musicais Bia Bedran e Maristela Loureiro.

Serviço
Musical "Um Circo Diferente".

Dia: 28, sábado, às 17 horas, no Teatro Universitário Ouro Verde.

Ingressos: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia). Adultos acompanhados de crianças pagantes também pagarão somente meia. 

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Curso de extensão fala sobre Direitos Humanos e Movimentos Sociais

No próximo dia 09 de novembro, começa o Curso de Extensão voltado para a História dos Direitos e dos Movimentos Sociais nos séculos XIX e XX. Os professores Rivail Carvalho Rolim e José Miguel Arias Neto, do Departamento de História da UEL, são responsáveis pelo curso.

Os debates acontecerão nos dias 09/11, 16/11, 23/11, 30/11 e 07/12, às 14h, na sala 101 do CCH. As inscrições tem um custo de R$ 15,00 e podem ser feitas até o dia 31/10, pelo link http://www.uel.br/eventos/insc/?id=3743.

Saiba mais no evento no Facebook.





Pró-reitor de Extensão comenta sobre curricularização da extensão - Jornada Pedagógica

Pró-reitor de Extensão da UEL, Gilberto Hildebrando, comenta sobre curricularização da extensão e convida os docentes da UEL a participarem da Jornada Pedagógica, dia 07 de dezembro, das 14h às 17h30, no Anfiteatro do CESA.. Veja abaixo:


Mais informações sobre o evento, no link:
http://www.uel.br/prograd/?content=gepe/eventos/jornada_pedagogica/2017/index_entrada.html

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Simpósio de Extensão da UEL – POR EXTENSO 2017 – abre inscrições

“Os Limites e as Fronteiras da Extensão”. Esse é o tema da sexta edição do Simpósio “POR EXTENSO”, que será realizado nos dias 29, 30 de novembro e 01 de dezembro de 2017 pela Pró-Reitoria de Extensão (UEL) da Universidade Estadual de Londrina (UEL). O objetivo do evento é propiciar um espaço de integração entre a comunidade acadêmica e a sociedade. Gerar um debate que vá além dos limites e das fronteiras geográficas, e entrelace questões políticas, econômicas e sociais.

A cerimônia de abertura do “POR EXTENSO” será no dia 29 de novembro, às 9h, no Auditório do CESA (Centro de Estudos Sociais Aplicados) da UEL. Haverá uma apresentação cultural, seguida de mesa redonda com o tema: “Os Limites e as Fronteiras da Extensão”.

Durante os três dias de evento, serão realizados debates, apresentações, mesas redondas, além da apresentação de trabalhos que visam disseminar os resultados das ações extensionistas da UEL e de outras universidades. Confira as normas para inscrições e a programação completa no link: www.uel.br/eventos/porextenso.



As inscrições com submissão de resumo expandido podem ser feitas até o dia 24 e de ouvintes até o dia 27 de novembro pelo endereço http://www.uel.br/eventos/insc/?id=3822.


Dúvidas e informações pelo telefone 3371-4221 / 3371-4175 / 3371-4432.

Hemocentro do HU faz coleta externa de sangue no Centro

Agência UEL

A unidade móvel do Hemocentro do Hospital Universitário (HU/UEL) faz nesta quinta-feira (26), das 8 às 11 horas, no pátio do Museu Histórico de Londrina (Rua Benjamin Constant, 900), coleta externa de sangue. O objetivo é facilitar o acesso da comunidade ao serviço.

O Hemocentro informa que o doador deve apresentar boas condições de saúde, idade superior a 16 anos e inferior a 70 anos. Menores de 17 anos devem estar acompanhados dos representantes legais e munido de documento oficial com foto (RG, Carteira de Motorista, Carteira de Trabalho ou Passaporte), além de peso acima de 53 quilos. Não é recomendado doar sangue em jejum.

Os acessos ao Museu Histórico são pelo portão da Rua Benjamin Constant, ou pelo portão da Avenida São Paulo, em frente ao Terminal Central.


SERVIÇO
Coleta externa do Hemocentro (HU/UEL)

Data: 26 de outubro, quinta-feira, das 8 até 11 horas.

Local: Museu Histórico de Londrina - Rua Benjamin Constant, 900 - Centro (antiga Estação Ferroviária), contato (43) 3323-0082.

(Com informações do Museu Histórico de Londrina) 


quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Feirinha da Cidadania será nesta sexta (20)





A Feirinha da Cidadania será realizada nesta sexta-feira (20), ao lado do estacionamento da Reitoria, no período de 9h30 às 13h30. Serão comercializados bolachas, pães, roscas, cueca virada, doces, tapetes, toalhas e artesanatos em geral. Moradores do assentamento Iraci Salete, localizado no município de Alvorada do Sul, comercializarão produtos orgânicos, como frutas, verduras e legumes.


ORGANIZAÇÃO - A Feirinha é organizada a cada 15 dias pela PROEX, com o apoio da INTES (Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Solidários) e do Centro Público de Economia Solidária da Prefeitura de Londrina.



Mais informações pelo telefone (43) 3371-4592

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Proex divulga chamada de apoio a eventos

Fonte: Agência UEL 



A Pró-Reitoria de Extensão (PROEX) da UEL divulga edital do Programa de Apoio Institucional para Organização de Eventos. As propostas deverão ser encaminhadas pelo coordenador do evento até o próximo dia 16 deste mês, às 18 horas, pelo e-mail proex.eventos@uel.br.

O objetivo é conceder apoio financeiro para a organização de eventos, nas diversas áreas de conhecimento, no período de novembro a março de 2018. Será concedido apoio à organização de eventos como congressos, simpósios, seminários, eventos institucionais de iniciação científica, para as seguintes modalidades de abrangência: estadual, regional, nacional, ou internacional. 

Os recursos financeiros serão oriundos da Fundação Araucária, por meio do Programa de Apoio à Organização de Eventos Técnico-Científicos (Chamada 08/2017), e deverão ser utilizados apenas para financiamento de passagens aéreas, alimentação, hospedagem e serviço de terceiros.


O edital completo da chamada está disponível no endereço http://www.uel.br/proex/Download/edital-proex-136-2017.pdf

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

RU recebe a Feirinha da Cidadania

A Feirinha da Cidadania será realizada amanhã (06), no pátio do Restaurante Universitário (RU), das 9h30 às 13h30. Serão comercializados bolachas, pão de mel, doces em geral, pães, massas e outros. Também serão ofertados produtos como frutas, verduras e legumes do Assentamento Iraci Salete, do município de Alvorada do Sul.


Organização - A Feirinha da Cidadania é organizada periodicamente pela Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), com o apoio da Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Solidários (INTES), e do Centro Público de Economia Solidária de Londrina. 
 
Mais informações pelo telefone (43) 3371-4592 


quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Torneio Beira Morto começa na próxima segunda-feira (9)

Fonte: Agência UEL
Sete equipes disputam a edição 2017

Será aberto na próxima segunda-feira (9) a edição 2017 do Torneio Beira Morto de Futebol Suíço, com o objetivo de promover a integração entre servidores da UEL, incentivando a prática de esportes e a qualidade de vida. Participam cerca de 140 funcionários, divididos em sete equipes - CCE, CEFE, Fazenda, PCU "A", PCU "B", Reitoria e Segurança, que fazem alusão às unidades e setores da Instituição.

O vice-reitor da UEL, professor Ludoviko Carnasciali dos Santos, dará o pontapé inicial à competição, que começa com o confronto CEFE x PCU "B". As rodadas serão realizadas sempre a partir do meio dia, nos intervalos do horário de almoço, nos dias de semana, no campo localizado nas proximidades do Prédio da Morfologia, no Campus Universitário.

As partidas vão até o dia 12 de dezembro, quando está prevista a final. Ao fim do Torneio, as equipes vencedoras (campeã e vice) serão premiadas com medalhas e troféus, além dos jogadores eleitos como atleta destaque, artilheiro e defesa menos vazada.

A iniciativa é coordenada pelo professor do Centro de Educação Física e Esporte (CEFE), Ariobaldo Frisselli, o "Dedé", e integra o programa de qualidade de vida do servidor, uma iniciativa da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), Pró-Reitoria de Recursos Humanos (PRORH), com patrocínio da ASSUEL e apoio do CEFE e Prefeitura do Campus. 


terça-feira, 3 de outubro de 2017

Curso aborda Direitos Humanos e Movimentos Sociais

Fonte: Agência UEL

Estão abertas as inscrições para o curso de extensão "Direitos Humanos e Movimentos Sociais", que será ofertado e novembro e dezembro no Centro de Letras e Ciências Humanas (CCH). Os interessados podem fazer a inscrição até 31 deste mês no endereço www.uel.br/eventos. O valor da inscrição é R$ 15.

Ao todo serão realizados cinco encontros, sempre às quintas-feiras, a partir das 14 horas. O objetivo é percorrer a história dos direitos humanos e dos movimentos sociais no decorrer dos séculos XIX e XX. A palestra de abertura será realizada dia 9 de novembro, às 14 horas, na Sala 101 (CCH). O tema da palestra é "O século das Revoluções e as primeiras Declarações de Direitos". Os conferencistas serão os professores da UEL, e organizadores do evento, Rivail Carvalho Rolim e José Miguel Arias Neto.

Confira os temas que compõem a programação do curso:

16/11 - A emergência da guerra total no mundo oitocentista.

23/11 - As catástrofes do século XX: holocaustos.

30/11 - Pós Segunda Guerra e os direitos no mundo contemporâneo.


07/12 - Mesa com movimentos sociais de Londrina.


Abertas inscrições para curso de Gestão de Projetos

Fonte: Agência UEL



Estão abertas até o dia 8 de outubro as pré-inscrições para o curso de Gestão de Projetos, ofertado pela Escola de Gestão do Paraná. São oferecidas 40 vagas para gestores e gerentes de áreas estratégicas com foco na implementação de projetos e melhoria de processos de prestação de serviços públicos; técnicos e especialistas em gerenciamento de projetos e processos estratégicos. Os interessados podem fazer a pré-inscrição no endereço www.escoladegestao.pr.gov.br.

O curso será realizado de 24 a 26 de outubro, das 8h30 às 12 horas e das 13 horas às 17h30, no Laboratório Escola de Pós-graduação (LABESC). O objetivo é apresentar as principais ferramentas para o gerenciamento do ciclo de vida do portfólio de projetos estratégicos do Estado.

A atividade será ministrada pelo professor João Paulo Mota, gerente de projetos e consultor do Instituto Publix. A carga horária do curso é de 24 horas. Será emitido certificado para o participante que obtiver frequência de, no mínimo, 80% e média igual ou superior a 7.


Informações no endereço www.escoladegestao.pr.gov.br.

32ª Semana da Matemática será em novembro

Fonte: Agência UEL


Será realizada no período de 6 a 11 de novembro a 32ª edição da Semana da Matemática. As atividades serão desenvolvidas no Prédio do PDE, localizado no Campus Universitário. Inscrições até 11 de novembro no endereço www.uel.br/eventos.

A edição deste ano soma esforços com o IX Encontro Nacional de Grupos PET Matemática (ENAPETMAT) em parceria com o Biênio da Matemática no Brasil, cujo tema é "Criar Oportunidades, Disseminar Conhecimentos". Os eventos têm como objetivo promover reflexões, debates e análises sobre a pós-graduação, pesquisa e graduação, tanto da Matemática quanto do Ensino de Matemática.

A Semana pretende ainda articular o princípio da indissociabilidade das atividades de ensino, pesquisa e extensão no fazer acadêmico, envolvendo pesquisadores, docentes e discentes da pós-graduação. A ideia também é contribuir como uma via de interação entre universidades, centros de pesquisa e sociedade.


Mais informações por meio do endereço semat@uel.br ou pelo telefone 33714226.