quinta-feira, 13 de julho de 2017

Projeto Estação Londrina debate o livro “Escândalos da Província”

“Escândalos da província”, lançado em 1959, foi o primeiro romance totalmente escrito, ambientado e publicado em Londrina. O livro, de autoria do jornalista e escritor Edison Maschio, foi discutido na nona edição do projeto Estação Londrina. O evento foi realizado na noite de ontem (12/07), no Museu Histórico de Londrina. O jornalista Felipe Melhado e o professor Frederico Fernandes, do Departamento de Letras da UEL e coordenador do Estação Londrina, mediaram o debate, que teve a presença do próprio Edison Maschio, hoje com 83 anos.



Na noite de ontem, mais de cem pessoas estiveram presentes no bate-papo com Edison Maschio. Durante o evento, trechos e causos do livro foram lidos e comentados pelo autor, e debatidos com os mediadores.

“O romance é uma sátira. Maschio narra episódios bizarros e escandalosos que fazem parte da história não-oficial da cidade. Por revelar segredos de membros da elite financeira da cidade, o autor foi ameaçado de morte e fugiu de Londrina para não correr nenhum risco”, disse Melhado em entrevista à Rádio UEL.FM. Em 1959, os 2 mil exemplares impressos esgotaram-se em cerca de uma semana. Em 2011, “Escândalos da província” ganhou uma nova edição pela editora Kan, inaugurando a coleção Doc. Londrina. Para essa nova tiragem, Maschio teve apoio do PROMIC (Programa Municipal de Incentivo à Cultura).

Fonte: Redes Sociais
ESTAÇÃO LONDRINA
Estação Londrina é um projeto de extensão da UEL, criado em 2016 sob a coordenação do professor Frederico Fernandes, do Departamento de Letras da UEL. O projeto tem como objetivo promover e discutir a produção cultural da cidade. Já foram realizados nove encontros, discutindo temas relacionados à história, política, economia, literatura, cinema, fotografia, games e música de Londrina. Em todas as edições do projeto a entrada é franca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário